[ editar artigo]

Aprender não é estudar e eu posso te provar isso.

Aprender não é estudar e eu posso te provar isso.

 

O meu nome é Carla Silva, sou psicopedagoga e atendo em consultório. Percebo
exatamente essa afirmação que te fiz agora. Acredito que você tenha ficado bem curioso
para saber por que aprender não é estudar.

Os casos que eu tenho atendido no consultório de dificuldades de aprendizagem
tem me mostrado isso à medida que vou avaliando crianças, adolescentes e até mesmo
adultos.

Há pouco tempo atrás, atendi uma mulher de 40 anos que queria entender por que
ela não aprendia e ela queria muito ter sucesso e progredir na vida, mas, sentia-se
totalmente incapaz. Sempre me dizia que na escola, quando criança, teve muitas
dificuldades para a aprendizagem e ela não conseguia aprender. Eu comecei a questionar
e sempre me questiono isso, se aprender é sinônimo de estudar, porque muitas pessoas
que estudam não aprendem? Por que essas crianças que vão à escola todos os dias,
assim como nós fomos um dia, não aprendem? Porque muitas crianças chegam em casa
e não dão o feedback daquilo que aprenderam para os seus pais?

Sabe por quê? Aprender vai muito além do estudar.

Eu tenho que entender o motivo pelo qual eu estou estudando. Eu tenho que entender como isso acontece para que eu possa aprender. Tudo isso me fez lembrar uma criança que atendi e que estava com uma demanda na matemática, não estava aprendendo as contas de multiplicação.

Algumas pessoas já haviam questionado se ela havia algum comprometimento a nível de
descalculia, eu fiquei pensativa em relação a isso, porém ao fazer um teste, uma
avaliação ela me disse que não estava conseguindo fazer as contas de “vezes”, e é essa
a expressão que as crianças trazem muitas vezes. Ela estava querendo dizer que não
estava conseguindo entender a multiplicação. Coloquei uma expressão no papel onde
tinha escrito três vezes quatro, perguntei para ela: o que é a multiplicação? E ela não
soube me dizer. Perguntei mais, o que significa esse sinal de vezes? E ela também não
apresentou nenhuma resposta. Fiquei pensando por que será que isso acontece? Ela me
mostrou caderno e nele existiam muitas tabuadas escritas. Essa criança estudava porém
não sabia o motivo daquelas contas e/ou daquelas tabuadas. Ela estava tentando acessar
somente pela memória, e digo pra vocês, na minha época eu aprendi assim. Eu tinha uma
professora que ela simplesmente chegava todo dia na sala de aula entregava uma folha
branca e nós tínhamos que copiar a tabuada do 1 ao 10, eu memorizei a tabuada mas
não aprendi o que era a multiplicação. E da mesma forma essa criança que eu atendi.

Mostrei para ela o que significava a palavra multiplicação, o que significava aquele
sinalzinho de vezes que ela viu no seu caderno se repetir por tantas vezes. Quando ela
entendeu que aquele sinal de vezes significava uma repetição daquele mesmo número,
daquela mesma quantidade, ela começou a compreender. Quando eu disse a ela que 3
vezes 4 estava sendo um comando para que o número quatro se repetisse três vezes
tudo fez sentido. Ela começou a fazer quatro mais quatro, mais quatro, fez a soma e
compreendeu o que era a multiplicação, compreendeu o que era aquele sinal de vezes e
o que ele estava retratando.

Fico pensando por que aprender se torna tão doloroso para algumas crianças? Por
que aprender, que é algo tão magnífico, que a criança gosta, que é curioso, se torna tão
pesado? Porque aprender não é mesma coisa que estudar. Aprender faz parte do ver o
sentido, de entender, de ter consciência, de entender os conceitos.
Então, eu digo para você mais uma vez, quantas vezes nós estudamos e não
aprendemos, porque nós não vemos sentido naquilo que verdadeiramente estamos
estudando.

Por isso eu quero te desafiar agora, como professor, pai, que você perceba se
quando você senta com seu aluno ou seu filho, quando você está diante de uma turma
para lecionar, o que verdadeiramente você trás de sentido para aquela matéria, aquele
conteúdo que você está ministrando. Senão as crianças não vão aprender, porque
precisa passar pelo sentido, precisa passar pela consciência.
E essa é a dica de hoje.
Um forte abraço!!!!

Segue abaixo Minhas redes sociais para estarmos mais próximos. INSTAGRAM: https://www.instagram.com/carlasilva_psicopedagoga/ FACEBOOK: https://facebook.com/carlasilvapsicopedagoga TELEGRAM: https://t.me/joinchat/G-TeRkzbe4QJoSIZ7qWdMA

Alfabetizadores.com
Carla Silva
Carla Silva Seguir

Sou Carla Silva, tenho mais de 20 anos de experiência na educação como professora alfabetizadora, atuando na pré-escola, coordenadora pedagógica, professora no ensino Fundamental I e II, palestrante, assessoria pedagógica de professores e escolas, e

Ler conteúdo completo
Indicados para você